Conheça algumas das enfermidades que podem ser contornadas com o tratamento com ozônio.

A ozonioterapia, também conhecida como terapia com ozônio ou tratamento com ozônio, se trata de uma técnica que provém estímulos em mecanismos e ações biológicas do organismo que auxilia na recuperação de uma série de enfermidades, com uma lista de pelo menos 250 doenças, segundo a Aboz (Associação Brasileira de Ozonioterapia).

A descoberta do tratamento com ozônio ocorreu durante a Primeira Guerra Mundial, quando o médico alemão Christian Friedrich Schonbrin, disseminou o uso da terapia para tratar soldados feridos em batalha, alcançando uma série de resultados positivos.

Os benefícios do tratamento com ozônio são tão notórios que a terapia é oferecida pelo sistema de saúde de países como Alemanha, China, Rússia, Cuba, Portugal, Espanha, Grécia e Turquia, além de 32 estados dos Estados Unidos.

Principais doenças tratáveis com ozonioterapia

Ainda que seja uma extensa lista com as doenças tratáveis com a ozonioterapia, as mais usuais enfermidades em que os pacientes se beneficiam da terapia são as seguintes:

  • Doenças infecciosas agudas e crônicas causadas por vírus, bactérias, fungos e
  • parasitas;
  • Infecções resistentes a antimicrobianos, como nos casos de osteomielite, peritonite, abscesso fistuloso, úlceras diabetogênicas, picadas de inseto, queimadura, escaras de decúbito;
  • Infecções hepáticas, herpes zoster, papilomavírus, candidíase e coadjuvante no tratamento de infecções de HIV e vírus de hepatite;
  • Doenças autoimunes, como esclerose, artrite reumatoide, e doença de Crohn;
  • Doenças com isquêmicas crônicas, cerebral e cardíaca;
  • Doenças degenerativas;
  • Doenças pulmonares, como enfisema, asma, doença pulmonar obstrutiva crônica e Síndrome da doença respiratória aguda;
  • Neuropatias, como perda auditiva e labirintite;
  • Doenças de pele, como psoríase e dermatite;
  • Câncer metastático quimio resistente, objetivando reduzir a quimiotoxidade e visando uma melhor qualidade de vida ao paciente;
  • Doenças ortopédicas; 
  • Fibromialgia;
  • Periodontites e infecções bucais;
  • Situações emergenciais, como as que ocorrem após traumas extensos, queimaduras e sepses;
  • Pré-operatório de transplantes e cirurgias eletivas.

É importante ressaltar que a ozonioterapia é um tratamento complementar, ou seja, ele serve para auxiliar na abordagem de uma terapia convencional, como a utilização de medicações, imobilizações, fisioterapia, dentre outras.

Ainda que os resultados do tratamento com ozônio sejam notórios e satisfatórios, o paciente não deve abandonar, substituir ou negligenciar a abordagem convencional. Em caso de dúvidas, procure por um médico especialista, sane as suas questões e peça uma avaliação geral do seu quadro clínico, para que um novo plano de tratamento seja realizado considerando os resultados positivos da ozonioterapia.

Agora que você possui algum conhecimento sobre quais são as doenças onde os pacientes podem se beneficiar do tratamento com ozônio, marque a sua consulta na Dr Ozônio, uma referência nacional quando se trata de Clínica de Terapias Integrativas e Complementares, que além da ozonioterapia também possui outras terapias, como ortomolecular soroterapia, ozoniopuntura e hidrocolonterapia.

Além de ser a única clínica de terapia com ozônio com atuação liberada pela vigilância sanitária do município de São Paulo, a Dr Ozônio também auxilia os seus pacientes através de um programa de reembolso assistido, onde as orientações são dadas sobre como solicitar junto ao plano de saúde o reembolso do dinheiro utilizado para o atendimento particular.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *