Telefone: (11) 2247-9516
WhatsApp (11) 9 4217-9658
Destoxificação, Saúde em geral

Destoxificação: entenda o que é e como destoxificar o organismo

Você sabe qual é a importância de se fazer a destoxificação no corpo ou sabe como fazer para eliminar as toxinas?

Colocar na sua rotina o hábito da destoxificação traz grandes benefícios para a saúde e, além disso, você vai estar contribuindo para o bom funcionamento de todo o seu organismo de forma geral.

Inchaço abdominal, dificuldade de digestão natural, baixa energia, dor de cabeça frequente, falta de concentração, dificuldade para emagrecer, fadiga e intolerância a alimentos gordurosos são só alguns dos problemas enfrentados por grandes acúmulos de toxinas no organismo.

Você sente com frequência algum desses sintomas?

Se a sua resposta foi sim, então, talvez, seja o momento de você considerar iniciar um processo e uma dieta de destoxificação do seu organismo, pois essas reações do corpo são uma resposta clara de que o seu fígado está sobrecarregado e já não consegue fazer a liberação das toxinas de forma natural.

As toxinas são as responsáveis por esses sintomas que são causados pela falta da destoxificação.

É através dos alimentos tratados com agrotóxicos, medicamentos, uso excessivo de álcool, corantes, conservantes e também através dos poluentes do ar que as toxinas vão se adentrando e se acumulando no organismo.

Além dessas portas de entrada, o próprio organismo pode apresentar desequilíbrios intestinais e metabólicos que também podem contribuir para o acúmulo das toxinas.

Logo se vê então que o nosso organismo está diariamente e a todo momento em contato com as toxinas que podem sobrecarregar um sistema em bom funcionamento e refletir em sintomas que prejudicam a qualidade de vida. Por isso, inserir a destoxificação na rotina se torna tão importante, principalmente em relação aos alimentos consumidos diariamente.

O processo de destoxificação faz bem não só para a limpeza do organismo, mas também para restabelecer a energia necessária para realizar as tarefas do dia a dia e como bônus, ainda é possível prevenir doenças renais com tratamento detox.

Como funciona o processo de destoxificação no corpo

Bem, baseado em todas as formas que o nosso corpo tem para absorver as toxinas diárias, é esperado que de alguma forma o próprio organismo consiga neutralizar e eliminar essas impurezas para que as consequências dessa sobrecarga não ocorra, certo?

E realmente o organismo tem meios de fazer essa limpeza de forma automática e natural, mas diante de tantas portas de entradas das toxinas que aqui foi apresentado, o fígado, que é o principal órgão responsável por essa limpeza fica sobrecarregado e não dá conta de fazer a purificação como deveria ocorrer.

Por isso, entra a importância de se fazer uma dieta de destoxificação para que o corpo sinta os benefícios do tratamento detox.

E só para você entender como o organismo faz o processo de destoxificação, vamos separar em três etapas para explicar como a limpeza acontece:

  1. Primeiro as toxinas são biotransformada para que seja possível acontecer a eliminação do corpo;
  2. Depois as toxinas que foram biotransformada são transformadas em moléculas para que de fato aconteça a eliminação, ou a excreção, que é o nome utilizado para esse processo;
  3. Por último, as moléculas do segundo passo são transportadas para a circulação fora da célula, para então serem eliminadas através de vias biliares (conjunto orgânico que conectam pâncreas, vesícula e fígado) ou também através do tecido renal ou do intestino.

Esses são basicamente os passos para que aconteça de fato a limpeza no organismo, mas se ocorrer o acúmulo dessas impurezas, o sistema hormonal perde a capacidade de extrair toda a toxina, e então entra a necessidade de se fazer a destoxificação.

Resumidamente, as toxinas que deveriam ser eliminadas com o auxílio do fígado ficam acumuladas no corpo, causando várias reações negativas que se sente diariamente como consequência.

Alimentos que devem ser evitados e alimentos que são indicados para não intoxicar o organismo

Para ajudar o fígado a fazer o processo de destoxificação é importante que em primeiro lugar a alimentação seja observada, afinal, dá para melhorar a digestão com programas detox e com o cuidado com o que se come diariamente.

Alguns alimentos contribuem diretamente para que essas toxinas se acumulem em excesso no organismo, sendo assim, elas devem ser evitadas sempre que possível.

Os alimentos que são à base de gordura hidrogenada, carnes vermelhas em excesso, alimentos açucarados, adoçantes, industrializados e cereais refinados estão na lista dos contribuintes das toxinas no organismo.

Você os consome com muita frequência? Pois, em contrapartida, dessa lista, também temos os alimentos que são altamente recomendados para que o processo de destoxificação seja facilitado no organismo.

Frutas como banana, maçã, morango e abacaxi. Verduras orgânicas, raízes cozidas, temperos de curry, açafrão e cheiro verde são ótimos aliados na limpeza do organismo.

E mais do que consumir esses alimentos, inserir as dietas vegetarianas low food maps também faz toda a diferença.

Além dos temperos informados acima, o uso de produtos naturais para preparar os pratos também fazem toda diferença, como é o caso do alho, do alecrim e do azeite extra virgem, por exemplo.

Considerando que a alimentação é uma grande porta para as toxinas que se acumulam no organismo, é interessante que toda a alimentação seja revista a fim de contribuir com o bom funcionamento do fígado em seu processo de limpeza.

Sintomas que indicam a necessidade de uma destoxificação

Quando o fígado perde a capacidade de fazer todo o processo de destoxificação do corpo de forma natural e automática, algumas reações são experienciadas como forma de alerta para indicar que algo do lado de dentro não está em bom funcionamento.

Então, se por acaso você ainda tem dúvidas sobre a situação do seu organismo em relação ao acúmulo excessivo de toxinas, veja a lista abaixo com algumas das reações e indicações que o corpo apresenta quando está precisando de uma destoxificação:

  • Baixa energia;
  • Constipação;
  • Dificuldade para perder peso;
  • Dor de cabeça;
  • Enjoo pela manhã;
  • Estresse emocional;
  • Fadiga;
  • Falta de concentração;
  • Gosto metálico na boca;
  • Insônia;
  • Intolerância a alimentos gordurosos;
  • Má digestão;
  • Perda de apetite;
  • Problemas cutâneos;
  • Retenção de líquidos;
  • Sonolência após alimentação;
  • TPM.

Conseguiu reconhecer alguns sintomas na sua rotina? Alguns são mais frequentes e intensos do que outros?

As variações dos sintomas podem variar de um organismo para o outro, mas geralmente, a indicação é a de que o corpo está precisando de limpezas e você pode ajudá-lo com as indicações de alimentos citados anteriormente, por exemplo.

Observar o próprio corpo e as formas como ele reage é o primeiro e o mais importante passo para saber o momento de fazer um processo de destoxificação, pois os sinais de que o organismo está precisando de uma limpeza mais profunda vão surgir através de sintomas como esses que foram descritos.

E por falar em limpeza profunda, a hidrocolonterapia é uma alternativa médica para prover a remoção completa das impurezas e acúmulos do organismo.

Hidrocolonterapia como alternativa para limpeza do organismo

Já que geralmente o primeiro sintoma e mudança no corpo percebido com o acúmulo das toxinas são os inchaços abdominais e até a dificuldade de digestão, é interessante pontuar que o procedimento da hidrocolonterapia tem a sua parcela de auxílio no bom funcionamento do organismo.

A hidrocolonterapia trata-se de um procedimento médico que é feito com a intenção de fazer a limpeza do intestino grosso.

Ao fazer esse procedimento você estará contribuindo para combater a prisão de ventre, aliviar os sintomas de doenças inflamatórias, musculares, reumáticas, articulares e infecciosas.

Além disso, a hidrocolonterapia também é bastante usada como preparação de cirurgias e para aliviar os sintomas de inchaço na barriga.

Todo esse procedimento é rápido, levando em média 20 minutos para ser concluído e para que o intestino seja limpo por completo.

A hidrocolonterapia é uma alternativa que contribui com a destoxificação de forma a limpar as fezes acumuladas juntamente com as toxinas e as impurezas acumuladas no corpo em decorrência dos alimentos ingeridos diariamente e da poluição diária que ficamos expostos a todo momento.

Mas, é importante dizer que esse é um procedimento que precisa ser recomendado por um gastroenterologista para que não ocorra complicações ou resultados indesejados.

E por fim, para entender mais sobre a importância da destoxificação e aprender alternativas para contribuir com a limpeza e bom funcionamento do organismo, sugerimos que você continue acompanhando o blog da Saúde com Ozônio, assim como também fazer visitas ao site Detox Dr. Ozônio3, pois todas as informações para cuidar da sua saúde estarão lá.

Comentários

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *