Telefone: (11) 2247-9516
WhatsApp (11) 9 4217-9658
Destoxificação, Saúde em geral

Melhorar o sistema imunológico: dicas para manter uma boa saúde

Como estão as suas ações diárias para melhorar o sistema imunológico da sua família e inclusive o seu?

Você sabia que o sistema imunológico é formado por milhões de células com diferentes funções e de diferentes tipos que se juntam e lutam a todo momento para proteger o corpo e o organismo das doenças e dos ataques diários de bactérias e de vírus?

Pois bem! O sistema imunológico é uma das coisas mais importantes do corpo, pois é graças a ele que conseguimos ter uma rotina saudável, então, tudo o que for preciso fazer para contribuir com a resistência dessa imunização, nós precisamos fazer.

Com a chegada da pandemia muitas pessoas têm buscado alternativas para melhorar o sistema imunológico, pois ainda que não existam evidências de que pessoas com rotinas extremamente saudáveis estejam imunes ao vírus, é do conhecimento de todos que quanto mais o corpo estiver preparado para essa guerra de vírus e imunização menores serão os riscos de um agravamento da doença no corpo.

A chegada da vacina vai com certeza amenizar esse surto de vírus, de internação e de mortes causadas pelo novo COVID-19 dando assim mais tranquilidade para essa questão da imunidade, mas ainda assim continuar fazendo tudo o que estiver ao alcance da rotina para melhorar o sistema imunológico é sempre uma excelente opção.

E com melhorar o sistema imunológico, é importante dizer que tomar atitudes drásticas para aumentar a imunidade pode não ser a melhor opção, como, por exemplo, fazer a automedicação de vitaminas para a imunização, pois o que realmente faz a diferença é manter a imunidade em equilíbrio.

O nosso organismo possui células que são inteligentes o suficiente para saber o que deve ser eliminado, o que deve ser usado para manter a energia do corpo e com quais funções do corpo é possível contar para que cada ação seja realizada, como, por exemplo, a utilização do fígado na hora de destoxificar o corpo.

Portanto, sobrecarregar o corpo com remédios e dietas rigorosas com a intenção de criar um bloqueio na imunidade, não é a melhor forma de melhorar o sistema imunológico e também não é necessariamente um indicativo de que a pessoa nunca mais ficará doente.

Então, o melhor a se fazer continuamente é levar uma rotina o mais saudável e tranquila possível para contribuir com o equilíbrio necessário que o sistema imunológico precisa para combater todos os possíveis malefícios que chegam ao corpo e manter uma boa imunidade.

O que é a imunidade

Pense na imunidade como se fosse literalmente uma barreira, onde atrás dessa proteção encontram-se os objetos mais preciosos e que estão sempre suscetíveis a perda de suas funções principais.

Nessa analogia, os objetos por trás da barreira são os órgãos e tudo o que compõe um corpo humano.

A imunidade é a barreira que trabalha constantemente para impedir que qualquer parte do corpo deixe de ter um funcionamento perfeito em decorrência da invasão de algum vírus, bactéria ou micro-organismos nocivos que estão no ar e por toda a parte.

O sistema imune ou sistema imunológico é formado por algumas células que são as responsáveis por agir sempre que um corpo estranho consegue entrar no organismo. Até mesmo o uso da ozonioterapia no tratamento para acne pode ser uma fonte de cooperação com a imunidade.

As células responsáveis por fazer esses trabalhos são os linfócitos, monócitos, neutrófilos, eosinófilos e os basófilos.

Esse sistema que é responsável por fazer a proteção do organismo reage com base em dois tipos de respostas principais sempre que algo estranho entra no organismo.

O primeiro recurso é a resposta imune inata que é a primeira tela de defesa e o segundo recurso usado é a resposta imune adaptativa que se trata de uma proteção mais específica e que é ativada quando a primeira não foi suficiente.

É basicamente com esse fluxo de proteção que o sistema imunológico trabalha para combater vírus e bactérias que possam ser nocivos ao organismo.

Os sinais no corpo de quando a imunidade está baixa

Se na rotina não houver ações para melhorar o sistema imunológico, como, por exemplo, usufruir dos benefícios do tratamento detox, certamente as reações do corpo em resposta a possíveis invasões de vírus e bactérias serão sentidas em decorrência dessa baixa imunidade.

Por isso, existem alguns sinais que o corpo transmite para indicar se a imunidade está baixa e se possivelmente o organismo foi “invadido” por algum corpo estranho (vírus e bactérias). Essas reações indicam claramente que é preciso melhorar o sistema imunológico.

Algumas das reações mais comuns são:

  • Infecções constantes;
  • Cansaço excessivo;
  • Vômitos, diarreia e náusea;
  • Febre e calafrios;
  • Olhos frequentemente secos;
  • Manchas brancas ou vermelhas pela pele;
  • Queda de cabelo.

Além desses sintomas de baixa imunidade, as gripes e os resfriados constantes também são sinais de que o sistema imunológico está frágil, então, percebendo qualquer um desses sintomas, vem a importância de se voltar para a rotina e observar o que pode ser feito para melhorar a imunidade.

Dicas de como melhorar a imunidade

Tendo percebido a frequência dos sintomas de imunidade baixa é importante que algumas coisas sejam revistas e até alteradas na rotina se assim for preciso.

Com a nova realidade do coronavírus, muitos brasileiros tiveram a rotina totalmente alterada e de certa forma essa mudança global teve impacto em todas as áreas da vida, inclusive na saúde, por isso, buscar alternativas para melhorar o sistema imunológico mesmo em isolamento social ou com as restrições das fases de contenção do vírus é extremamente importante.

Entre as ações que é possível tomar para melhorar a imunidade também é aconselhado prevenir doenças renais com tratamento detox, assim, todo o corpo já entra em processo de limpeza das toxinas que vão se acumulando diariamente.

E na rotina é importante observar alguns hábitos:

Alimentação

O cuidado com a alimentação diária é tão importante que através de uma boa alimentação é possível prevenir o risco de doenças como diabetes, obesidade e doenças cardiovasculares.

Os alimentos de propriedades com alta concentração de vitaminas são excelentes para melhorar o sistema imunológico.

As vitaminas A, B, C, D e E que podem ser encontradas em vegetais verdes, frutas como a banana, feijões, aves, peixes, ovos e beterrabas são ótimos aliados de uma imunidade em equilíbrio.

E como o alimento tem grandes impactos para todas as partes do corpo, através da alimentação também é possível cuidar da psique e contribuir para o bom funcionamento do cérebro e consequentemente a melhora da imunidade.

Hidratação

A hidratação do corpo é fundamental para manter a imunidade em equilíbrio e para inclusive ter uma boa recuperação em caso de gripes, resfriados ou doenças mais graves.

Manter o corpo hidratado é manter um corpo saudável, por isso, mesmo que a sede não ocorra a todo momento, é de grande importância que o seu consumo seja constante durante o dia.

Dois litros de água por dia é o que o Ministério da Saúde aconselha, mas também é importante considerar o peso, a idade e até o mesmo o clima de onde se vive para chegar a uma quantidade de água ideal para cada corpo.

Mas o importante mesmo é que o consumo de água para hidratar o corpo seja frequente.

Dormir bem

Um corpo bem descansado é tão importante quanto um corpo bem hidratado e bem alimentado.

Melhorar o sistema imunológico requer tempo e repouso para o corpo absorver e descansar de todas as tarefas que precisou fazer enquanto você esteve acordado.

O ideal é que cada pessoa tenha em média de 6 a 8 horas de sono diário. Essa indicação pode variar de uma pessoa para outra, de um organismo para o outro e de uma rotina para a outra, mas no final, o importante é que se tenha um sono de qualidade suficiente para o corpo repousar e recarregar a energia antes de voltar ao trabalho.

Exercício físico e exposição ao sol

A prática diária de exercícios físicos faz com que a produção de anticorpos no organismo cresça, o que para o sistema imunológico é ótimo e, além disso, os exercícios também ajudam na redução do estresse e no aumento da qualidade de vida.

E se não for possível praticar essa atividade física acompanhado do sol da manhã (até as 10h) ou na parte da tarde (após as 16h) reserve ao menos um desses períodos no dia para ficar exposto ao sol e consumir a vitamina D, pois esse hábito também contribui para fortalecer as defesas do sistema imunológico.

Conexões afetivas

As conexões afetivas são capazes de despertar no cérebro e no corpo hormônios como a serotonina e a dopamina que são os hormônios responsáveis pelo sentimento da felicidade e se tratando de ações para melhorar o sistema imunológico, tudo o que faz bem para o corpo de forma geral é importante para a imunidade.

Hobbies e lazer

Assim como as conexões afetivas, o tempo usado para hobbies e lazer é importante para o aumento dos bons hormônios que interferem diretamente no estresse e no sistema imunológico.

Em tempos de pandemia, dedicar-se à jardinagem, livros, artes e outros tipos de hobbies pode ser uma boa alternativa.

Destoxificação

Por último, mas não menos importante, temos como indicação a realização constante da destoxificação que é um processo muito importante para o bom funcionamento do organismo e para a prevenção de doenças e mal-estar que podem acontecer em decorrência das toxinas que se acumulam no corpo diariamente.

E junto ao hábito da destoxificação, tem também o procedimento da hidrocolonterapia que é bastante recomendado para promover a limpeza profunda do intestino, removendo fezes e toxinas que ficam acumuladas.

Todo esse processo de limpeza do organismo feito através da hidrocolonterapia e da destoxificação vai ajudar a não sobrecarregar o sistema imunológico e contribuir para que a sua imunidade e o seu organismo como um todo, tenha um bom funcionamento e fique longe das doenças.

O cuidado diário com dicas de como cuidar da saúde, melhorar o sistema imunológico e ter uma melhor qualidade de vida, você pode encontrar acompanhando os conteúdos do blog da Saúde com Ozônio e as atualizações do site Detox Dr. Ozônio3.

Comentários

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *