ÓLEO DE AVESTRUZ

Por ter em sua composição ômega 3, 6, 7 e 9, vitaminas A e E, tem condições de atuar na regeneração do organismo. Essas substâncias agem ainda como anti-inflamatório com benefícios para a memória, sistema cardiovascular e digestivo

O Ômega 3 é responsável pelas funções anti-inflamatórias do óleo de avestruz. Outra função é a redução do colesterol e dos triglicerídeos, que ativa as funções do cérebro e previne doenças cardíacas. É também um ótimo auxiliador ao combate da osteoporose e aos problemas nas articulações.

O ômega 7 presente no óleo de avestruz ajuda a melhorar a pele e acelera o processo de regeneração das células por ser um ácido graxo. Ajuda a combater doenças de pele como dermatites, psoríase e eczemas. Além disso, ajuda a atenuar o efeito das rugas e das marcas de expressão.

Esse nutriente ajuda a fortalecer o sistema imunológico, deixando a pele, unhas e cabelos bem mais saudáveis. Também auxilia na queima da gordura corporal.

Esse é o nutriente que mais possui propriedades benéficas:
Sintetiza os nossos hormônios, o que reduz muito as ondas de calor, de estresse, de ansiedade e de irritabilidade. Colabora muito para a diminuição dos sintomas e dores causadas pela TPM.
Diminui as doses do cortisol do organismo, que causam o aumento da gordura abdominal.

"Mas por que o avestruz? O animal é um dos que apresentam maior resistência imunológica. O óleo pode ser dissolvido em chás, água ou adicionado na comida. A banha, que tem os mesmos componentes do óleo, pode ser adicionada no feijão ou na sopa após a preparação, por exemplo."

PRINCIPAIS INDICAÇÕES PARA TRATAMENTO DE:

Anti-Inflamatório

Redução de Colesterol

Resistência a Insulina

Hipertiroidismo

Osteoporose

Doenças Cardíacas

Câncer

Problemas Articulares

Doenças Autoimunes

Estrutura Óssea

Regeneração Celular

Ansiedade e Estresse

Saiba Mais:

O produto, que é regulamentado como alimento pela Anvisa, teve o início de sua produção brasileira no estado de Roraima, em 2003, fruto de pesquisas do criador José Francisco Cardozo. Hoje o óleo é objeto de pesquisas científicas e algumas de suas propriedades já foram comprovadas.