Telefone: (11) 2247-9516
WhatsApp (11) 9 4217-9658
Ozônio, Ozonioterapia, Saúde em geral

Ozonioterapia: esclareça todas as suas dúvidas com este post!

Você conhece a ozonioterapia ou já ouviu falar dela mesmo que de relance?

Se você nunca ouviu falar da ozonioterapia, saiba que dentro dessa palavra tão diferente, existem, na verdade, muitas opções de tratamentos médicos para cuidar de várias enfermidades do corpo humano. Inclusive, o nome ozonioterapia é a junção de terapia com ozônio.

A produção do ozônio que acontece de forma natural na estratosfera e que também é conhecida como a camada de ozônio e que fica na superfície da terra e é altamente prejudicial para qualquer ser vivo, tem a função de proteger toda a dimensão terrestre. O ozônio nesse estado tem a cor azulada e é de cheiro forte, mas para fins de saúde e de tratamentos médicos, que é o caso da ozonioterapia, o uso do ozônio é o medicinal.

E falando em saúde, os médicos já estão usando todo o potencial da ozonioterapia no tratamento do covid-19 e mesmo que ele não tenha a ação de combater o vírus, essa medicina tem ajudado a minimizar a atividade viral e aumentando o fortalecimento do corpo contra as consequências mais graves do vírus.

Portanto, se você não conhecia a fundo os benefícios, o funcionamento e as propriedades da ozonioterapia, então, com esse conteúdo você vai ficar por dentro e ver como essa medicina é benéfica e traz ótimos resultados para a saúde, inclusive, se você não estiver precisando de um tratamento médico, pois o ozônio medicinal também pode ser usado no dia a dia para aumentar a qualidade de vida.

O que é a ozonioterapia?

A ozonioterapia é um tratamento médico que já existe há muitos anos. Foi durante a Primeira Guerra Mundial que os médicos ingleses e alemães passaram a usar o ozônio para cuidar dos machucados dos soldados.

Os resultados eram tão eficientes no combate às bactérias e cuidados com as feridas, que entre os anos de 1916 e 1917, os resultados dessa medicina foram publicados na tão importante revista científica,The Lancet.

E desde então, a mistura dos gases de ozônio e oxigênio que já conhecemos por estar presente na atmosfera terrestre, passaram a fazer parte dos tratamentos médicos como ozonioterapia, uma medicina que melhora a qualidade de vida das pessoas.

Para fazer o uso da ozonioterapia é preciso usar um gerador de alta frequência para transformar o ozônio no gás que é usado pelos médicos, por isso, a aplicação deve ser sempre receitada e aplicada por profissionais da saúde que realmente conheçam a forma correta de fazer o tratamento.

Então, basicamente, a ozonioterapia é o tratamento que faz o uso do gás de ozônio para tratar alguns problemas de saúde, entre eles estão as feridas infectadas, os problemas crônicos e a dificuldade em cicatrização desses machucados.

Três átomos compostos de oxigênio formam o gás ozônio medicinal que possui propriedades importantes, como, por exemplo, o anti-sépticos, o analgésico e o anti-inflamatório. Para além dessas características, o ozônio também tem efeito na oxigenação dos tecidos e fortalecimento do sistema imune.

Como funciona a ozonioterapia?

Para cada situação existe uma forma diferente de prescrever e de usar o ozônio como forma de cuidados médicos, por isso, a primeira coisa que você precisa saber sobre o tratamento com a ozonioterapia é que o seu modo de aplicação pode ser feito com mais de uma opção e isso pode estar diretamente ligada ao tipo de enfermidade para qual o tratamento será usado.

Depois, é importante entender que o surgimento do ozônio se dá com a transformação do oxigênio através de uma descarga elétrica. Essa fusão é basicamente a soma da molécula de oxigênio e com o átomo de oxigênio. A combinação de ambas se resulta no ozônio medicinal que é composto por uma mistura de 95% do oxigênio e de no mínimo 5% de ozônio.

Essa mistura é o que resulta em complementares altamente eficazes no tratamento de doenças, nos processos estéticos e nas ações do dia a dia que também contribuem para a saúde.

O tratamento com a ozonioterapia funciona com ação imediata, seja na forma de contato com o organismo através de uma injeção, por exemplo, ou no uso externo.

Quais as indicações e benefícios

Se a princípio a mistura do ozônio com o oxigênio era usado para ajudar na cicatrização e no tratamento dos machucados dos soldados que estavam na guerra, hoje, essa medicina ganhou novas funcionalidades e ações dentro da medicina.

Assim como as várias opções de aplicação e de uso da ozonioterapia, as indicações e os benefícios também podem variar, inclusive, ela pode ser usada como uma alternativa de como melhorar o sistema imunológico, o que para esse momento de pandemia é realmente um grande benefício.

O uso do gás de ozônio com o oxigênio pode contribuir principalmente com o tratamento contra as doenças inflamatórias, os problemas de articulações, as infecções e até mesmo contra as feridas que podem ser causadas em decorrência da diabetes.

A ozonioterapia que pode ser usada como complemento de um tratamento ou como uma ação isolada e única tem atuação em mais de 250 doenças que podem ser tratadas de diferentes formas. Algumas dessas doenças que podem ser cuidadas e até mesmo curadas com a ozonioterapia são:

  • Infecções e inflamações de feridas;
  • Cicatrizações de feridas;
  • Queimaduras;
  • Dores articulares causadas por doenças inflamatórias crônicas;
  • Tratamento de câncer com a redução dos efeitos colaterais;
  • Doenças virais;
  • Hérnia de disco;
  • Feridas de pós-operatório;
  • Inflamações intestinais crônicas;
  • Condições e doenças de idosos.

Essa pequena lista de indicações de uso da ozonioterapia é apenas uma demonstração de quantas frentes esse tratamento pode atuar e apresentar resultados satisfatórios para os pacientes.

Características e benefícios da ozonioterapia

A soma do gás de ozônio com o oxigênio pode trazer alívio e até a cura de algumas doenças não só para as que acontecem na superfície da pele, como, por exemplo, é o caso das queimaduras, mas também em problemas que podem surgir no organismo, mas os benefícios não se limitam somente a essas duas características.

A lista de vantagens de se usar a ozonioterapia é tão extensa quanto a lista de doenças para qual o tratamento é indicado e alguns desses benefícios são:

  • Estimula a ativação do sistema imunológico;
  • Ação anti-inflamatória;
  • Inativa a bactéria, os fungos e os vírus;
  • Alívio das dores;
  • É possível aplicar diretamente na ferida;
  • Facilita o processo de cicatrização de feridas e de pós-operatório;
  • Estimula a granulação do tecido
  • Pode ser usada como antimicrobiana que inibe e mata o desenvolvimento de fungos e bactérias;
  • Serve como higienizador da ferida.

Além disso, o tratamento com a ozonioterapia que está previsto entre as práticas da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) é beneficial também para outras condições clínicas e pode ser acessada por pessoas que usam o Sistema Única de Saúde (SUS) desde março de 2018 de forma gratuita para pacientes de oncologia, odontologia e neurologia se assim for indicado pelo médico.

Quais são as formas de aplicação?

Para um tratamento com tantas possibilidades de cura e de benefícios, existe também uma grande variação na forma de usar a mistura do gás de ozônio e do oxigênio, podendo variar principalmente de acordo com a patologia.

Quando o ozônio é utilizado para o cuidado de feridas, ele pode ser usado de forma isolada ou como complemento do tratamento de cicatrização, por exemplo.

As vias de aplicação da ozonioterapia também depende da condição clínica do paciente, mas algumas das maneiras mais utilizadas de fazer a aplicação do ozônio medicinal são:

Infiltração intra-articular

Aqui o gás ozônio é borbulhado na água e aplicado diretamente entre as articulações do local indicado pelo médico como necessidade de tratamento para o processo de infiltração do líquido.

Subcutânea

Essa aplicação tem uma absorção mais lenta no organismo e um dos locais do corpo indicado e mais comum para a aplicação é na gordura abdominal, mas também é possível aplicar na parte superior do músculo deltoide, na face anterior da coxa ou do antebraço e também na face superior do braço.

Injeção intramuscular

Uma injeção de 10 ml que é aplicada na grande maioria das vezes nas nádegas.

Intravenosa direta

Aqui a mistura de ozônio e oxigênio é aplicada diretamente na veia, na corrente sanguínea.

Aplicação tópica

A aplicação tópica é basicamente o processo de uso de uma pomada, pois o gás de ozônio medicinal é aplicado diretamente na pele e na superfície da ferida. Essa forma de uso causa o efeito local.

Insuflação vaginal e retal

A junção do oxigênio e do ozônio são introduzidos por via vaginal ou retal com o auxílio de uma sonda plástica. Essa aplicação causa efeitos imediatos aos ser absorvido pelo organismo.

Auto-hemotransfusão

O primeiro passo é fazer a retirada do sangue do paciente para tratá-lo com ozônio medicinal e o oxigênio, depois esse mesmo sangue que foi tratado é injetado novamente no corpo do paciente.

Auto-hemoterapia menor

É a aplicação que também é feita via intramuscular e também é preciso fazer a retirada do sangue para ser tratado com o ozônio medicinal, mas aqui a quantidade de sangue é menor que na opção anterior.

Ainda que existam diferentes formas de fazer o uso da ozonioterapia, a aplicação do ozônio e do oxigênio quando em contato com os fluidos corporais, tem ações imediatas no organismo, assim como a aplicação externa.

Ozonioterapia na estética

A ozonioterapia chegou como uma opção que trata diversos problemas de saúde, desde uma ferida com dificuldade de cicatrização até mesmo como tratamento complementar ao câncer, mesmo que para essa última opção não exista a comprovação científica, mas não é somente isso.

Outras finalidades também contam com os benefícios do ozônio medicinal e a ozonioterapia para tratamentos estéticos também está sendo bastante procurado por pacientes que não necessariamente tenham alguma patologia para tratar, mas que visa solucionar algumas insatisfações na parte estética do corpo.

A procura por procedimentos estéticos que está tão em alta e ganha cada vez mais adeptos aos vários procedimentos, também se beneficia com as funcionalidades da ozonioterapia. Alguns dos tratamentos que fazem uso do ozônio medicinal são:

  • Doenças no couro cabeludo
  • Queda de cabelo;
  • Redução de gorduras abdominais;
  • Tratamento das estrias;
  • Diminuição da papada;
  • Tratamento da acne;
  • Prevenção e diminuição das rugas;
  • Tratamento contra a flacidez da pele;
  • Combate a calvície.

Todos esses tratamentos estéticos têm na aplicação da ozonioterapia ótimos benefícios justamente por essa medicina ter em sua base o uso do ozônio que é biomolécula. Isso faz com que os procedimentos sejam seguros para os pacientes, impossibilitando inclusive que exista a hipótese de reação alérgica ao tratamento.

Assim como a ozonioterapia age em diversas frentes no combate das doenças e na estética, essa terapia também tem ação no organismo que contribui para que os resultados dos procedimentos listados acima sejam alcançados.

O ozônio medicinal quando em contato com o organismo pode apresentar algumas ações:

  • O ozônio medicinal quando em contato com o organismo pode apresentar algumas ações:
  • Melhora a liberação de ozônio nos tecidos;
  • Causa um efeito lipolítico que é responsável pela quebra de gorduras;
  • Modula o sistema imunológico;
  • Libera fatores de crescimento que também é entendido como regeneração;
  • Estimula a síntese de enzimas antioxidantes intracelulares.

Essas ações que são percebidas pelo organismo ao entrar em contato com o oxigênio e o ozônio medicinal contribui para que pacientes tenham em seus procedimentos estéticos os melhores resultados.

E para fins estéticos, a ozonioterapia é usada principalmente no tratamento da estética facial, corporal e também para as questões capilares.

Aplicações da ozonioterapia na estética

Não muito diferente das formas de aplicação voltadas para o tratamento das doenças, o uso da ozonioterapia da estética também tem algumas variações, mas as formas mais utilizadas de aplicação acontece por meio de uso tópico, ou seja, com o óleo ou com a água ozonizada e com a bolsa plástica que também é conhecida como bag.

Outra forma de aplicação bem comum é a aplicação local com o auxílio de injeções que podem ser musculares, subcutâneas ou articulares.

Ainda que a estética esteja associada ao uso de diversos equipamentos e máquinas tecnológicas para realizar os procedimentos, ao fazer o uso da ozonioterapia na estética, a lista de equipamentos necessários para a realização do procedimento são simples: seringas, materiais de assepsia, agulhas, banheira de ozônio, bolsa e touca térmica e o aparelho de gerador ozônio.

A grande vantagem de fazer o uso da ozonioterapia na estética é que diferente de outros procedimentos estéticos que fazem o uso de substâncias químicas para alcançar um resultado desejado mesmo que eles causem riscos para a saúde ou efeitos colaterais, os tratamentos realizados a base do ozônio medicinal não oferece esses riscos ao paciente.

Essa isenção de risco acontece justamente pelo ozônio também fazer parte do conjunto de moléculas naturais que coincidentemente ou não, também é produzida pelo organismo humano, logo, não há como causar prejuízos ao paciente, incluindo as reações negativas do corpo ao uso de algumas substâncias.

Ozonioterapia e câncer

Outra área da saúde que também se beneficia e colhe boas vantagens para a saúde de modo geral com o uso da ozonioterapia é o tratamento oncológico, ou seja, o tratamento de pessoas com câncer e com tumores.

Ainda que não exista uma confirmação científica, muitos pacientes e médicos já adotaram como parte complementar do tratamento, o uso do ozônio medicinal no tratamento da fadiga do câncer, ou seja, a mistura de oxigênio com o gás de ozônio que surgiu há vários anos, atualmente também é usado em pacientes com câncer.

O uso da ozonioterapia auxilia e otimiza o tempo de recuperação de um paciente durante o seu tratamento contra o câncer com as medicinas tradicionais, além de contribuir com a melhora do bem-estar durante o tratamento.

Mas, não é somente isso. Assim como na estética e nas demais doenças já citadas aqui, a terapia com o ozônio também age em outras frentes e amplia a lista de benefícios que o paciente percebe no tratamento do câncer durante o uso da ozonioterapia.

Entre esses benefícios estão:

  • Ativação do sistema neuroendócrino
  • Mais energia e disposição para os pacientes;
  • Estimula a melhora da atividade celular;
  • Melhoria do metabolismo celular e intermediação de integração entre as células;
  • Estimulação do crescimento das plaquetas;
  • Aumento da capacidade antioxidante intracelular
  • Ajuda a melhorar as reações neurofisiológicas;
  • Mobilização de células-tronco;
  • Geração de eritrócitos diferenciados na medula óssea;
  • Reativação dos componentes do sistema imunológico;
  • Melhora da imunidade.

Para além desses benefícios, os pacientes têm a chance de diminuir os custos do tratamento ao incluir a ozonioterapia como complemento das ações contra o câncer.

O tratamento da ozonioterapia no câncer

Aqui, não só o modo de aplicação do ozônio medicinal pode variar, mas também a sua quantidade.

Para cada tipo de tumor e para cada local onde o tumor está alojado é indicado um tipo de aplicação e uma quantidade de ozônio para que os benefícios citados acima sejam percebidos pelo paciente e pela equipe médica.

A aplicação local, a aplicação auto-hemoterapia e a opção de aplicação intravenosa são algumas das opções de uso do ozônio.

O quanto o tumor está avançado ou não também são fatores para a escolha da quantidade de ozônio que será utilizado no tratamento, pois quando o ozônio medicinal entra em contato com o organismo ele estimula o sistema de defesa do corpo e se resultam em diversos benefícios, como o exemplo dos que foram citados acimas.

E a água ozonizada?

Uma das formas de se usar o ozônio também na medicina é a água ozonizada que pode ser utilizada diretamente nas feridas, mas não só dessa forma, a água tratada com ozônio também é benéfica em situações recorrentes do dia a dia.

Para saber como utilizar a água ozonizada no dia a dia é interessante entender que o ozônio que já tem em suas propriedades o poder de matar germes e micro-organismos, pode se tornar em um produto sanitizante quando diluído em água.

Portanto, além de ser servir para higienização das mãos e de ambientes com a ação de limpar, desinfetar e eliminar cores e mau odor, a água ozonizada também tem outras utilizações no cotidiano:

  1. Regar plantas e flores, exceto botões de rosa;
  2. Prevenção do mau hálito ao fazer o bochecho com a água;
  3. Higienização das verduras, legumes e frutas;
  4. Utilizar na forminha de gelo para ser usado em sucos e bebidas;
  5. Conservar a carne fresca e retirar as toxinas;
  6. Higienização de aves e peixes;
  7. Lavar as mãos;
  8. Limpeza e higienização para combater a contaminação da Covid-19.

Além de contribuir com essas funções no dia a dia, também existe o processo que trata o ozônio de forma que seja possível o seu consumo direto.

  • Oferece melhor tratamento para água e pode eliminar bactérias e vírus mais rápido do que a água tratada com cloro;
  • Elimina o agrotóxico e as possíveis bactérias das frutas, verduras e legumes. Também é menos nocivo do que o cloro quanto em contato com o alimento.
  • Tem propriedades antivirais e é efetiva no combate a vírus em baixa concentração;
  • Estimula o bom funcionamento do metabolismo, da digestão dos alimentos, da circulação e das demais funções do organismo.
  • Livra o sangue de impurezas, vírus e bactérias;
  • Ativa a melhora da circulação sanguínea.

O consumo da água ozonizada traz tantos benefícios para a saúde quanto a utilização em procedimentos e tratamentos médicos. Essa água pode ser adquirida através de filtros de purificação de água ozonizada ou compradas já engarrafadas.

Com tantas frentes de tratamento e com tantos benefícios para a saúde e para as ações do dia a dia, a ozonioterapia tem ganhado cada vez mais espaço na medicina e na rotina das pessoas, também não é para menos, pois nem só as pessoas que buscam por tratamentos médicos pode usufruir de tantas vantagens.

Se um dia a terapia do ozônio esteve focada na cura de feridas que não cicatrizavam, hoje, ela pode ser usada para várias finalidades, então, se você quer continuar aprendendo sobre as várias formas de usar a medicina do ozônio, você precisa continuar acompanhando o blog da Saúde com Ozônio.

E outra forma de conhecer mais da ozonioterapia é através do site Emagrecer Dr. Ozônio3. Lá tem informações valiosas sobre essa terapia.

Comentários

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *