Telefone: (11) 2247-9516
WhatsApp (11) 9 4217-9658
Plasma Rico em Plaquetas, Saúde em geral

Veja um estudo de caso sobre o uso de PRP em pacientes com osteoartrite do joelho

A osteoartrite é uma condição muito limitante, pois causa perda de movimentos e qualidade de vida. Quem possui a doença ou conhece alguém afetado, sabe as dificuldades causadas por ela e como tratá-la pode ser bastante complexo. Felizmente, a ciência está sempre em busca de novos métodos de tratamento, como o uso do Plasma Rico em Plaquetas (PRP). Neste artigo, entenda como essa técnica pode ajudar pacientes com osteoartrite de joelho.

Por que o Plasma Rico em Plaquetas (PRP) pode ajudar no tratamento de joelho?

Para muitos pacientes, ser diagnosticado com uma patologia do joelho é uma sentença à falta de movimento. O paciente passa o restante da sua vida usando anti-inflamatórios e analgésicos para aliviar a dor e, raramente, consegue recuperar o movimento perdido.

Por isso, o Plasma Rico em Plaquetas (PRP) surgiu como alternativa a diversos tipos de tratamentos convencionais. O método utiliza células regenerativas do próprio corpo para recuperar lesões, desgastes e diversas inflamações.

Seu princípio é simples: pegar o sangue rico em substâncias regeneradoras de uma parte do corpo e aplicá-lo onde é necessário. Assim, o organismo consegue exatamente o que precisa para recuperar as regiões afetadas, como o joelho. Parece simples, mas será que a ciência comprova a eficiência desse método? É o que você verá a seguir.

Danos causados pela osteoartrite de joelho

A osteoartrite de joelho é uma doença degenerativa relacionada ao envelhecimento. Para compreendê-la, precisamos entender também o funcionamento da articulação em seu estado normal. Indivíduos com um joelho saudável possuem uma camada de cartilagem que o reveste e proporciona movimentos mais eficientes.

A cartilagem tem como objetivo absorver o impacto dos movimentos e evitar que as estruturas ósseas se desgastam pelo contato. Durante boa parte da vida, essa estrutura é regenerada por meio do colágeno do corpo. No entanto, conforme envelhecemos ela perde sua elasticidade e fica desidratada, tornando-se mais frágil.

A ação do tempo e a pressão imposta sobre o joelho começam a gerar lesões que levam o paciente ao quadro de osteoartrite. Em muitos casos, a doença não apresenta sintomas até que o grau de degeneração do joelho esteja avançado. Como resultado, atividades do dia a dia ficam prejudicadas.

Pacientes com osteoartrite de joelho sentem dificuldade de caminhar, correr e fazer qualquer tipo de atividade física que envolva membros inferiores. A qualidade de vida fica bastante prejudicada. Por isso, consideramos tão importante encontrar tratamentos viáveis para a doença, como o uso de Plasma Rico em Plaquetas.

Evidências da eficiência do tratamento com PRP

Em geral, pacientes com osteoartrite de joelho recorrem a tratamentos, como a fisioterapia. Apesar de ser eficiente e evitar que a doença avance, nem sempre, esse tipo de tratamento traz o alívio rápido da dor que o paciente precisa para retomar suas atividades.

O Plasma Rico em Plaquetas tem sido estudado como uma alternativa de tratamento eficiente para reduzir a dor em pacientes que sofrem com o problema. Evidências científicas mostram que seu resultado pode ser bastante satisfatório.

Um estudo com 57 pacientes diagnosticados com osteoartrite de joelho sintomática receberam uma única injeção de um grande volume de PRP puro. Eles foram avaliados no início do experimento, depois de um mês, três e seis meses através de medidas da lesão.

Depois de seis meses, 84% dos pacientes perceberam melhorias significativa na função e na dor no joelho. Portanto, é possível concluir que a aplicação de uma injeção única promove o alívio da dor. Posteriormente, o paciente pode começar outros tratamentos para a osteoartrite no joelho, inclusive com a injeção diária de PRP.

Quer entender mais sobre tratamentos com o uso de Plasma Rico em Plaquetas? Acompanhe o blog para receber todas as novidades! Conheça também o site Dr. Ozônio e veja nossas dicas sobre saúde.

Comentários

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *